Terça-feira, 1 de Junho de 2010

A "digital footprint" ajuda a criar valor entre a criação da marca e o consumo

Tony Fish/Foto AG

 

Tony Fish, autor do “My Digital Footprint” e do “Mobile Web 2.0”, contou esta tarde uma história. “Once upon a time” as marcas tinham como objectivo sacar dinheiro aos consumidores, estando estes remetidos para o final da cadeia, sem poder ou influência. Hoje, pergunta Fish, o que mudou? Nada, responde. As empresas continuam a querer “sacar” dinheiro aos consumidores, no entanto, existe uma grande diferença: o consumidor encontra-se agora no início da cadeia. E tem poder e capacidade de influenciar as próprias marcas.

 

A mobilidade das comunicações aliada ao digital torna o consumidor receptor constante de informação, mas também emissor de opiniões e de percepções para as marcas.

 

Para Tony Fish, é esta a grande virtude do conceito “mobile”. Sempre que o consumidor interage com o mundo digital vai deixando um rasto, embora nem sempre pacífico, já que um dos grandes “issues” é definir as fronteiras entre a informação pública e privada.

 

Seja como for, o utilizador passa a fornecer informação às marcas, ao mesmo tempo que é consumidor. Todo este processo de análise poderá valorizar uma marca ou produto entre a sua criação e o consumo.

 

Ao longo deste processo de valorização vai-se criando “reputação” em torno desse produto ou marca. E a “reputação”, diz Tony Fish, “é a moeda da Internet”.

 

O “mobile” assume-se com um factor importante no momento da escolha, quase imediata junto da prateleira, algo impossível com a TV ou a com a informação clássica de Internet.

 

Mas isto só é realizável a partir do momento em que as marcas prevêem os comportamentos e as atitudes do consumidor. Compreender as suas rotinas permite às marcas orientar informação específica e útil para os consumidores, antecipando-se, assim, quanto às suas preferências e hábitos.

 

Por um lado, o consumidor partilha informação com as marcas, ao mesmo tempo estas retribuem com informação seleccionada, eliminando todo o excesso que não é do interesse de determinada pessoa.

 

publicado por Alexandre Guerra às 15:41
link | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

arquivos

pesquisar

subscrever feeds