Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

Word of Mouth - Nuno Nogueira Santos

 

Assessores… e “compradores”

 

por: Nuno Nogueira Santos

press-à-porter

 

Fui jornalista mais de 10 anos e sou assessor de imprensa há mais tempo do que isso. Trabalhei para três agências de comunicação e fundei uma recentemente. Já trabalhei com empresas e instituições grandes e pequenas, já comuniquei produto, desporto e política. Mas nunca tinha sido acusado de “comprar” jornais e jornalistas como há dias aconteceu.

 

Como assessor de imprensa de uma candidatura do PSD a uma câmara, esperava tudo, menos isso. Não apenas porque nunca o fiz, como – apesar toda a minha experiência –, nunca vi isso acontecer. Será que existe? Será que há agências de comunicação a comprar jornalistas, notícias, jornais?

 

Esta foi a primeira questão que coloquei quando um candidato socialista, adversário do candidato para o qual trabalho, primeiro o insinuou e depois o escreveu num comunicado com a chancela do PS e a sua assinatura, insultando-me profissionalmente a mim e a vários consagrados jornalistas e directores de órgãos de comunicação social.

 

Como jornalista, nunca ninguém me ofereceu dinheiro para “meter” esta ou aquela notícia no meu jornal ou rádio. E como assessor, nunca nenhum jornalista me pediu o que quer que fosse, além de informação. Nunca paguei a jornalistas. Escrevo-o aqui, com toda a certeza que ninguém me desmente.

 

Mas a questão levantada pelo tal candidato socialista à tal câmara municipal, deixou-me com a “pulga atrás da orelha”. As acusações desse político, que já foi deputado e mesmo secretário da Presidência da Assembleia da República, pareciam convictas e vinham na sequência de editoriais publicados na revista “Sábado” e nos jornais “Público” e “Grande Porto”, que criticavam a sua conduta como candidato autárquico. E aconteceram também na sequência de uma peça jornalística passada no “Jornal Nacional” da TVI onde ele era visado por alegadamente ter desenvolvido influências pouco lícitas para tirar dividendos eleitorais.

 

Perguntei-me então: se alguém acha que uma notícia, mesmo sendo verdadeira, por ser contra si ou beneficiar eleitoralmente terceiros foi “paga”, é porque saberá sobre a arte de “comprar” notícias, algo que eu desconheço.

 

Na verdade, esse tal candidato não se interrogou porque razão objectiva os dois directores de duas publicações nacionais credíveis e uma televisão levantavam questões pertinentes que correspondiam, ainda por cima, à verdade! Nem se perguntou como poderia, no futuro, não cometer os mesmos erros. Esse candidato do PS limitou-se a achar que uma notícia, apenas por lhe ser incómoda, tinha sido “encomendada”. Disse-o e escreveu-o, com toda a certeza e convicção.

 

Até este ponto deste meu “guest post”, que gentilmente os autores deste blog me convidaram a escrever, muitos julgarão que me limitarei a falar “no abstracto”, lançando um anátema sobre todos os candidatos socialistas a todas as câmaras, e que não vou dizer sobre quem estou a escrever. Mas enganam-se. O candidato socialista a que me refiro chama-se Artur Penedos, é cabeça de lista do PS às Autárquicas em Paredes e é assessor do Primeiro-Ministro José Sócrates.

 

O que saberá ele mais do que eu, que sou assessor de imprensa há tantos anos, em matéria de “comprar notícias” ou “condicionar jornalistas”? Talvez a resposta a esta pergunta nem esteja muito longe do candidato. Talvez a resposta a essa pergunta esteja mesmo em Paredes onde, subitamente, dois jornais foram comprados por uma S.A., ganhando ambos a mesma morada, a mesma redacção, o mesmo director, os mesmos telefones e os mesmos “jornalistas” e… claro, a mesma linha editorial cujo conteúdo me escuso a explicar mas que posso classificar como “escandaloso” (um deles era um dos mais antigos jornais da Região do Vale do Sousa e o outro era o único inteiramente dedicado a Paredes)

 

E não é que essa tal Sociedade Anónima não comprou os tais jornais senão pouco antes de Artur Penedos anunciar que era candidato à Câmara de Paredes? Agora, deixo-vos uma pergunta, porque dizer tudo também já pareceria mal: quem são os accionistas dessa tal S.A.?
 

publicado por Rodrigo Saraiva às 12:30
link | comentar | favorito
1 comentário:
De PHP2 a 8 de Setembro de 2009
Olá Equipe de Piar, boa tarde!

Somos a equipe de assessoria da Thompson Management, uma empresa internacional de consultoria estratégica.
Chegamos ao seu blog por altas indicações de nossos colaboradores, estamos com uma campanha na web fornecendo uma matéria para o setor de Recursos Humanos (RH), juntamente com o diferencial de uma das ferramentas mais usadas na área.
Fique a vontade caso ache conveniente publicá-lo, e desde já, ficamos a disposição para eventuais esclarecimentos.

Muito obrigado e um grande sucesso.
Equipe Thompson (TMH)
www.carreiraup.com.br
www.tmh.com.br

Comentar post

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

arquivos

pesquisar

subscrever feeds