Segunda-feira, 7 de Março de 2011

reclamações nas redes sociais

A reportagem da RTP

 

 

O vídeo referido na reportagem

 

 

 

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 11:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

Rui Calafate 3 em 1

Como o tempo tem andado curto para a blogagem, hoje que estou a (tentar) meter o blog em dia, já tenho 3 posts, só do Rui Calafate, para comentar.

 

Em primeiro agradecer o exagero e a simpatia na minha inclusão no DreamTeam 2010. As escolhas do Rui, nos nomes que conheço, já trabalhei com vários e outros acompanho o seu percurso, subscrevo a opinião. Temos, é um facto, gente de muita qualidade neste sector.

 

O Rui apresenta hoje as suas escolhas para Personalidades 2010 da Comunicação. E mais uma vez subscrevo o que o Rui escreve. O Luís Paixão Martins é mesmo quem mais percebe disto. Ponto. E o Pedro Rodrigues é um fantástico profissional, que colocou a Desafio Global na liderança dos eventos, e um óptimo Public Relations da sua empresa.

 

O último post que não posso deixar de comentar é o referente à Joana Mil-homens. Não me vou alongar. Sobre a Joana só tenho uma palavra, e quem a conhece sabe bem o significado: MEGA!

 

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 11:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 23 de Novembro de 2010

Global Focus - Chegou a nossa vez!

 

Chegou a nossa vez. O último Global Focus da PR Week é dedicado a Portugal.

 

No espaço limitado que a PR Week dedica a estes Focus parece-me que dá uma interessante e real perspectiva do mercado e da situação do país.

 

Sendo certo que mais haveria para dizer e mais pessoas para ouvir, surgem com declarações o Nuno Mendão (GCI), Joana Machado (LPM), Ana Margarida Ximenes (Inforpress), Teresa Figueira (Hill & Knowlton) e (tcharan ... ) eu mesmo!

 

Ide ler!

 

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 14:40
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

para desanuviar ou desassombrar

Dois miminhos do lpm ao 31.

Aqui e aqui.

tags: ,
publicado por Rodrigo Saraiva às 16:33
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

this could be a PR quote

 

Consultor em negociação com potencial cliente:

"Indo directo ao ajuste..."

 

 

créditos daqui.

 

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 15:45
link do post | comentar | favorito
Sábado, 31 de Julho de 2010

att: JPP

Depois do PiaR ter anunciado ao mundo em geral, e ao Dr. Pacheco Pereira em particular, que este continuaria sem perceber o craft, a arte, a técnica e a especialidade, o radar PiaR lança o alerta: dia 15 de Outubro o Dr. Pacheco Pereira vai teclar http://lpm.blogs.sapo.pt !!

publicado por Rodrigo Saraiva às 20:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

Word of Mouth - Luís Paixão Martins

 

  

 

 

Luta de classes

 

por: Luís Paixão Martins

 

 

Uma mão-cheia de apontamentos sobre o PR After Work e o associativismo do sector convocaram-me para esta pequena reflexão, agradecendo o acolhimento simpático do PiaR (já que atravesso período sem espaço próprio para o meu spin). E, como tirei um curso prático de marxismo pela vivência do PREC, sinto-me especialmente atraído pelo perfume de luta de classes que realça deste (“o sector não são só 30 directores de empresa”), este (“focando-se apenas nos lucros das suas empresas”) e este post (“normalmente assumidas pelos ‘donos’ das empresas”).

 

Sendo assim, gostaria de deixar a reflexão de um consultor transformado em administrador de uma empresa de Comunicação, aliás aquela que é, de longe, a maior empregadora do sector, procurando apresentar a minha visão sobre aqueles que são os obstáculos centrais ao desenvolvimento da nossa actividade.

 

Em primeiro lugar, entendo que o Conselho em Comunicação não tem o mínimo problema de notoriedade. Nos últimos anos, a notoriedade cresceu muito, em parte devido à visibilidade das nossas acções em disciplinas com maior atenção mediática, como a Comunicação Política, Comunicação Pública e Grupos de Interesses. Podemos dizer que não existe empresa, instituição, personalidade em Portugal que não recorra a serviços de Conselho em Comunicação.

 

Em segundo lugar, fatia importante desse crescimento de notoriedade deveu-se à propagação dos estereótipos associados à imagem do “dark side”, por muito que isso possa surpreender aqueles que julgam que somos uma espécie de meninos de coro do mundo do Marketing. É assim em todos os mercados do Mundo. Todas aquelas marcas globais a que consultoras portuguesas gostam de estar associadas (Burson-Marsteller, Hill&Knowlton, Edelman, etc., etc.) têm problemas de reputação. Sim, eu sei, é uma injustiça.

 

Em terceiro lugar, são os atributos de poder e influência associados à percepção das nossas marcas que muitos clientes procuram. Gosto de dizer que esses são os clientes mais sofisticados, no que à Comunicação respeita, porque são exactamente aqueles que a consideram mais crítica e, consequentemente, estão disponíveis para investir mais em Comunicação.

 

Quero com isto dizer que os obstáculos ao desenvolvimento do nosso sector não estão do lado da procura, estão do lado da oferta porque a nossa expansão será sempre limitada pela escassez de profissionais com formação e experiência suficientes para abraçar projectos de consultoria. Tal deve-se às características da formação universitária (muito académica, pouco virada para a relação com a prática) e à relativa juventude do próprio sector.

 

Neste contexto, seriam bem acolhidas estruturas associativas que visassem a melhoria da qualificação dos consultores de Comunicação, isto é, que se dedicassem ao “trabalho de casa”, numa escala que é difícil obter num sector muito pulverizado em termos empresariais, à sua informação, à vulgarização de ferramentas de trabalho.

 

A APECOM não serve, infelizmente, esses interesses dos operadores do mercado.

 

Nem serve os interesses de uma representação aos níveis social, económico e político, ao contrário do que ocorre, por exemplo, com a APAP – Associação Portuguesa das Empresas de Publicidade e Comunicação e, até, com a recém-criada APAME – Associação das Agências de Meios, que são reconhecidas como parceiros das indústrias dos Media e do Marketing. Pelo contrário, a APECOM parece continuar ocupada em servir apenas de palco à promoção empresarial do seu presidente.

 

Colegas consultores envolvidos nesta espécie de luta de classes: que fique claro que sem a melhoria da qualificação dos Consultores não teremos melhores consultoras de Comunicação. E que sem boas empresas não haverá lugar para bons (ou medíocres) consultores de comunicação. E que sem representatividade política, social e económica não receberemos acolhimento institucional. Por muitas associações que nasçam e sejam felizes.

 

 

PS: O “arrefecimento” que sentimos agora deve-se à conjuntura e não á notoriedade. Levantado o manto diáfano da fantasia a realidade é que a agregação das vendas em Portugal das consultoras mais representativas estagnou em 2009 e estou à vontade para fazer este registo porque a LPM foi uma excepção.

 

PS2: Será que, entre os associados da APECOM, ainda ninguém reparou que os anunciados novos prémios do sector são baptizados de “de reputação”, exactamente a proposta de valor da empresa de que o presidente da APECOM é accionista?

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 12:26
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Clube de Jornalistas

Já está online o programa de ontem, cujo tema foi "Agências de Comunicação" e que contou com a presença de Luís Paixão Martins.

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 15:24
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Exclusivos mundiais

«Blogues como o Lugares Comuns de Luís Paixão Martins interessam-me para perceber o craft, a arte, a técnica, a especialidade.»
Pacheco Pereira, Dezembro de 2007

 

O PiaR está em condições de anunciar, num rigoroso exclusivo mundial, que o Dr. Pacheco Pereira continuará sem perceber o craft, a arte, a técnica e a especialidade. É verdade. A sabática vai continuar.
 

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 15:13
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Recordar é viver

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 15:38
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

93 709 94 05 (dá cá, toma lá)

E afinal era brincadeira de Verão. Animação de silly season.

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 10:01
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

Um Público que se quer bem!

Nos últimos meses tem vindo a ser tema recorrente as dificuldades vividas nos media tradicionais, nomeadamente ao nível da imprensa escrita.

Desde jornais e revistas que fecham a outros que dispensam jornalistas, são várias as notícias preocupantes.

A notícia mais recente foca o Público. Um jornal que, embora pertença de um grupo económico bem sustentado, vive, como tantos outros, dificuldades perante a queda das receitas.

A Liberdade de Expressão, bem como a de Imprensa são valores fundamentais num Estado que se quer plural. E para que isso seja uma realidade é fundamental que o sector dos media esteja estável.

E há outros sectores que para estarem, igualmente, estáveis e dinâmicos desejam que os media estejam bem.

Ora fica aqui um exemplo de quem sabe que com os vários sectores da comunicação bem energéticos, todos ajudam a "puxar para cima" o país!

publicado por Rodrigo Saraiva às 19:04
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Notas do dia - 22 de Junho

Tendo em conta que estou de férias e o mais provável é passar o dia longe do computador, tal como fiz já em outras ocasiões, vou optar pela opção de num post (notas do dia) salientar os factos que penso serem do interesse dos visitantes do PiaR.

Mas também, caso se justifique, voltarei a posts específicos.

Para já, vamos lá às notas do dia de hoje - 22 de Junho.

No seguimento da visita de David Brain a Lisboa, no âmbito do 15º Aniversário do Grupo GCI, eis a entrevista no Jornal de Negócios. Um bom testemunho e visão daquilo que são as Public Relations hoje em dia. E no que diz respeito a comunicação política saliento esta afirmação: "As técnicas de campanha do Obama são quase um retorno à velha maneira de fazer política."

 

Para quem quiser acompanhar o que se vai passando no Festival de Cannes, nesta que é a primeira edição a contemplar secção de prémios para as Public Relations, pode seguir a aventura do João Duarte da Youngnetwork, bem como do convidado do "Do Fundo da Comunicação", Rui Oliveira Marques da Meios&Publicidade.

Para quem não leu, fica o link da entrevista dada por Luís Paixão Martins ao i onde vaticina que "O marketing vale pouco nas próximas eleições" e afirma que Manuela Ferreira Leite "tem todas as condições para ter um bom marketing - e tem-no tido" elogiando Agostinho Branquinho. Existem ainda outras questões de interesse, como a explicação do porquê de não ter acompanhado profissionalmente a campanha do PS nas Europeias.

O Renato Póvoas destaca a atitude empreendedora tanto necessária neste sector. Mais um contributo para demonstrar que os profissionais das Public Relations não podem ficar presos no tempo e devem assumir uma postura criativa e de abertura e adaptação a novas ferramentas e realidades.

Voltando ao inicio do post, o motivo pelo qual onde estive afastado do computador durante o dia deveu-se a um passeio familiar ao Jardim Zoológico de Lisboa. Mas sobre isto falarei em post próprio, depois de descarregar as fotografias da máquina! E porque razão vou falar da minha visita ao Zoo no PiaR?! Depois vêem... PR everywhere ...
 

publicado por Rodrigo Saraiva às 23:35
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro