Terça-feira, 9 de Julho de 2013

Um "bailado de parágrafos"

Comunicados do PP de 31 de Janeiro e de 9 de Julho 

 

Depois do El País ter divulgado, a 31 de Janeiro, informação que espoletou o "caso Bárcenas", sobre alegados financiamentos ilícitos ao PP espanhol, hoje foi a vez do El Mundo dar a conhecer documentos originais do antigo tesoureiro dos populares. 

 

Como em qualquer situação de gestão de crise, o gabinete de comunicação do PP entrou em acção rapidamente. Em Janeiro tinha enviado para as redacções um comunicado reactivo, um procedimento que voltaram a repetir hoje. 

 

O problema é que o El País foi comparar os dois comunicados e o resultado não é abonatório para os homens da comunicação do PP. Exceptuando algumas nuances, os dois comunicados são praticamente idênticos, verificando-se apenas um "bailado de parágrafos".

 

Quem está habituado a fazer comunicados de imprensa, achará normal que se recorra a informação "validada" já utilizada e que, aparentemente, possa ser "requentada" numa nova situação que surja. Nestes casos é usual, inclusive, recorrer-se ao tal "bailado de parágrafos", acrescentando-se pelo meio alguma informação "fresca", alterando umas datas e alguns dados.

 

A questão é que em situações sensíveis exige-se mais solenidade na resposta, sendo aconselhável que os documentos sejam feitos de raiz. Além de ser uma forma de dignificar o momento comunicacional, pode também evitar-se situações embaraçosas, como aquela que o El País expõe. 

publicado por Alexandre Guerra às 19:08
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro