Domingo, 7 de Julho de 2013

Sondagem do Expresso confronta comentadores com a sua presunção

Há uns dias foi escrito neste poleiro que o cenário de eleições antecipadas estava a ser veiculado de forma irresponsável por quase todos os comentadores. Acrescentava-se que esses mesmos comentadores partiam do pressuposto que essa era vontade de "todos" os portugueses -- ou pelo menos da maioria --, no entanto, não apresentavam qualquer dado factual que sustentasse essa realidade.

 

Ora, perante este cenário, o PiaR sublinhava que "sondagens quanto às intenções de voto nos partidos tem havido muitas, mas quanto à 'vontade' dos portugueses interromperem a actual legislatura, as empresas de estudos de opinião não têm feito a pergunta certa". E o PiaR dizia ainda que acreditava de uma sondagem desse tipo daria uma resposta que surpreenderia muitos desses comentadores, obrigando-os, provavelmente, a rever as suas 'certezas' quanto às intenções do povo".


Pois bem, a sondagem publicada este Sábado pelo Expresso veio dar razão ao PiaR e revelar que a maioria dos comentadores tem feito um péssimo serviço no que toca a esclarecer a opinião pública. Segundo aquele semanário, apenas 37,2 por cento dos portugueses defendem eleições antecipadas. Um valor bastante diferente dos "todos os portugueses" que os comentadores têm dito no alto da sua sabedoria e do conhecimento do povo.

publicado por Alexandre Guerra às 00:51
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro