Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012

O que François Hollande fez em 56 dias de presidência

 

As fontes não são claras (nem a veracidade da informação), mas não quisemos deixar de aqui mencionar um artigo que tem sido divulgado em vários blogs e que dá a conhecer as principais medidas do Presidente francês, nos primeiros 56 dias do seu mandato.

 

(Nota: Após uma pequena pesquisa, apenas encontrámos a informação compilada em blogs e comentários feitos a alguns jornais portugueses.)

 

 

Entre as mencionadas aqui ficam as minhas preferidas (transcritas literalmente do blog ruixisto3112):

 

- Suprimiu 100% dos carros oficiais e mandou que fossem leiloados; os rendimentos destinam-se ao Fundo da Previdência e destina-se a ser distribuído pelas regiões com maior número de centros urbanos com os subúrbios mais ruinosos.


- Privou a Igreja de subsídios estatais no valor de 2,3 milhões de euros que financiavam exclusivas escolas privadas, e pôs em marcha (com esse dinheiro) um plano para a construção de 4.500 creches e 3.700 escolas primárias, a partir dum plano de recuperação para o investimento em infra-estrutura nacional.


- Reduzido em 25% o salário de todos os funcionários do governo, 32% de todos os deputados e 40% de todos os altos funcionários públicos que ganham mais de € 800.000 por ano. Com essa quantidade (cerca de 4 milhões) criou um fundo que dá garantias de bem-estar para “mães solteiras” em difíceis condições financeiras que garantam um salário mensal por um período de cinco anos, até que a criança vai à escola primária e três anos se a criança é mais velha. Tudo isso sem alterar o equilíbrio do orçamento.

 

 

 

Podem encontrar o post aqui.

publicado por Virginia Coutinho às 10:21
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 16 de Agosto de 2012 às 11:36
Também vi esse email a circular e creio que não há uma única afirmação integralmente verdadeira nele. Dou apenas um exemplo: como e que com 2,3 milhões de euros se põe em marcha um plano para a construção de 4.500 creches e 3.700 escolas primárias. Com esse dinheiro a Parque Escolar nem uma escola recuperava, quanto mais construir 8.200 estabelecimentos escolares. E os preços da construção em Franca não são mais baratos que em Portugal, que se saiba.
De Virginia Coutinho a 16 de Agosto de 2012 às 14:18
Boa tarde,

Antes de mais muito obrigada pelo seu comentário.
Fiz questão de mencionar que não tenho certezas se a indicação será verdadeira e o feedback dos leitores poderá ajudar a chegar a essa conclusão.

De qualquer forma, fica prometida uma pesquisa mais intensiva para averiguar o mesmo:)

Comentar post

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro