Sábado, 17 de Setembro de 2011

dos fees (receita)

O Renato Póvoas elenca aqui um conjunto de ingredientes para um sector mais eficaz, em especial na criação de mais oportunidades e mais espaço para os profissionais colocarem em acção todas as suas competências. Nos três campos de actuação indicados pelo Renato é no último, nos Empregadores, que encontro aquele que, na actualidade, é o principal ingrediente. Até porque só é possível por inerência de outros referidos, como a honestidade e a ética. Refiro-me ao “desejar criar valor”. E sejamos pragmáticos e mais específicos: cobrar um valor justo pelo suporte em Public Relations.

 

Cobrar um valor que permita às Consultoras (as empresas) terem as condições para recrutarem mais profissionais, dando espaço e condições para que os seus colaboradores possam dar o melhor de si aos clientes e projectos. Mas o que é certo é que, pelo que vou assistindo, só com uma utopia isto seria realmente possível de forma a ser alargado a todo um sector. Essa utopia era quase criar uma tabela de preços (fees) e que todos por ela se regessem e a cumprissem. Pelo menos nos limites mínimos estabelecidos. Mas como tal não é realista lá continuaremos a ser confrontados com valores de fees surrealistas e a ter que dizer a um potencial cliente que, por muito estimulante fosse o projecto, não vamos “casar” e que seja feliz com o vendedor de ocasião.

 

A crise é bem real, mas não pode justificar tudo.

 

publicado por Rodrigo Saraiva às 01:07
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro