Terça-feira, 14 de Junho de 2011

A importância de um nome

 

São muitas as discussões que tenho sobre o tema, e muitas são as pessoas que discordam que um profissional pode ser valorizado porque tem um hífen no nome, ou dois "L" seguidos.

 

Muitas são também as pessoas que discordam que num prédio em que existam dois advogados, os quais não conhecemos, um de nome Pedro Pereira, e outro de nome Pedro Côrte-Real, é mais provável que a escolha recaia sobre o segundo.

 

Também existem as pessoas que não acreditam que um mau nome (com más conotações), poderá influenciar o percurso normal de um jovem/adolescente.

 

Ora se maus nomes podem matar produtos, porque não poderão influenciar o sucesso de algumas pessoas?!

As pessoas podem ser comparadas com produtos e marcas, afinal há alturas em que ambos estão no mercado!

 

 

Não é pretendido que o leitor concorde com este ponto de vista, mas caso veja pertinência na sua reflexão, segue um estudo que procura ilustrar o que foi falado atrás:

 

Foram mostradas fotos de duas mulheres a um grupo de homens, os quais deveriam indicar a que achavam mais bonita. Ambas ficaram empatadas. Então o pesquisador escreveu que a mulher A se chamava Elizabeth e a mulher B Gertrude. A votação foi 80% favorável para a Elizabeth.

 

 

PS: Aproveito este post para agradecer à minha mãe por ter impedido a minha madrinha de me colocar o seu nome, Miquelina.

 

tags: ,
publicado por Virginia Coutinho às 16:36
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De jonasnuts a 14 de Junho de 2011 às 19:33
Não são os nomes que fazem as pessoas, são as pessoas que fazem os nomes. Miquelina, do ponto de vista das Relações Públicas Pessoais, teria sido melhor. Virgínias, mesmo assim, ainda há algumas, Miguelina, não conheço nenhuma. Virgínia precisa do Coutinho, Miquelina aguenta-se muito bem sem demais amparos.

Esta, que nasceu Maria João, mas que se assina, Jonas :)
De Virginia Coutinho a 16 de Junho de 2011 às 00:27
Costumava queixar-me do meu nome, até saber da história da persistência da minha madrinha:) Acredito que um nome como Miquelina conseguisse fazer danos irrecuperáveis! :)
De ups a 15 de Junho de 2011 às 12:57
Então Virginia é muito melhor que Miquelina? ahahaaha
De Virginia Coutinho a 16 de Junho de 2011 às 00:30
:) Não é muito melhor...mas "do mal o menos" :)

Comentar post

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro