Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

"Lomography is communication…communication with pictures”


“Nem todos os que procuram a Índia acabam por encontrar o Brasil”, o que se pode traduzir como, “São poucos os que errando conseguem encontrar uma oportunidade no erro”.

A LOMO (Leningradskoye Optiko Mechanichesckoye Obyedinenie - União de Óptica Mecânica de Leningrado) é um dos (poucos) casos de sucesso.

 

Embora a empresa tenha sido criada em 1914 com o propósito de fornecer os mais diversos produtos para o exército russo, a sua história poderia começar apenas em 1991.

 

A Lomo Kompact, um dos produtos da empresa LOMO, foi criada em 1984,com o objectivo de ser uma máquina de espionagem, que acabou por fracassar pela sua “pouca qualidade” (nota: existem versões diferentes do porquê de terem saído de linha de produção)… e foi essa falta de qualidade que a tornou num sucesso.

 

Em 1991, as misteriosas máquinas foram descobertas por dois jovens vienenses que, atraídos pela cor, luz e imagem, desfocada ou focada, se tornaram embaixadores daquele produto. Em 1995 nasceu a Sociedade Lomográfica e a primeira embaixada Lomo, em Viena (que hoje em dia estão por todo o mundo).

 

O que há de tão mágico nas “Lomo”? Tornaram-se máquinas não só de culto, mas de uma cultura, a cultura lomográfica. Um lomógrafo sente que faz parte de uma comunidade, que pertence a um grupo unido por algo muito específico: mais do que um produto, uma paixão comum.

 

Por outro lado, as Embaixadas Lomográficas promovem as mais diversas iniciativas de dinamização da comunidade, como encontros, workshops, fóruns de discussão…

 

Andamos tão preocupados a tentar criar comunidades, que nem concluímos que as verdadeiras comunidades são as que nascem pelas mãos dos consumidores...

 

Afinal, já dizia Matthias Fiegl  “You don´t buy the camera, you buy the membership, and this is your tool for the membership”.


 


 

publicado por Virginia Coutinho às 09:30
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro