Sábado, 18 de Dezembro de 2010

Isto é novidade... o NYT fala na Grécia e na Irlanda, mas não "arrasta" Portugal

O New York Times dava hoje destaque na sua edição on line a um artigo sobre a difícil situação do mercado imobiliário em Espanha, analisando as consequências para o sistema bancário daquele país. Ao ler o referido artigo o Diplomata depara-se a determinada altura com a seguinte frase:"Just how big a loss the banks are facing is unknown, at least publicly, and that has investors worried — the cost of financing Spain’s debt rose 18 percent in the last month alone. But the potential costs of failure go far beyond that. Spain’s economy, the fifth largest in Europe, is much bigger than Ireland’s or Greece’s, and a bailout of its banks could be far more costly, an event that could push the government into default and end up dooming the euro itself."

 

Ora, o interessante desta frase, e contrariando uma tendência dos últimos tempos, é que pela primeira vez, em muitas semanas, o Diplomata lê um artigo sobre "crise financeira" na Europa, no qual Portugal  não é "arrastado" atrás da Irlanda e da Grécia. Neste caso, o NYT parece ter feito uma distinção entre a conjuntura portuguesa e a dos outros países europeus mais afectados pelo turbilhão financeiro.

 

Perante isto, é caso para o autor destas linhas se interrogar se este não será o resultado da ofensiva de Public Relations que o Governo português tem encetado junto da comunidade internacional e dos mercados, para passar uma mensagem de diferenciação relativamente à conjuntura da Grécia e da Irlanda. Ou se, por outro lado, é apenas uma mera opção jornalística com base na análise de critérios financeiros entre os três países.   

 

Seja como for, não deixa de ser curioso que há poucos dias, o mesmo NYT lá metia Portugal no mesmo "pacote" da Grécia e da Irlanda: "Debt from Greece, Ireland and Portugal is considered risky, raising the possibility that the central bank could suffer losses that exceeded the amount of its capital. Any losses would be in the future, though, because the bank policy of holding on to debt until it matures."

 

publicado por Alexandre Guerra às 17:44
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro