Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Karl Rove recupera conceito de "compassionate conservativism"

 

Há dias, numa das conversas entre quem tem particular interesse por estas coisas da comunicação política, falava-se sobre o conceito de “compassionate conservatism”, desenvolvido por George W. Bush há uns anos ainda durante a sua campanha presidencial e aplicado nos primeiros tempos de mandato.

 

Na altura surgiu como uma abordagem doutrinária interessante no campo ideológico republicano, mas os atentados do 11 de Setembro de 2001 acabaram por marcar e condicionar politicamente os dois mandatos de Bush, deixando pouco espaço para a “compaixão”, ficando apenas o conservadorismo.

 

Depois de alguns anos adormecido, aquele conceito parece querer reaparecer, sobretudo numa altura em que os republicanos ganharam fôlego com as eleições intercalares e alimentam esperanças de fazer cair o Presidente Barack Obama já no primeiro mandato.

 

É muito interessante constatar o facto de ser o “falcão” Karl Rove, o antigo estratego de George W. Bush, vir agora defender a necessidade de se voltar a acrescentar a “compaixão” ao conservadorismo.

 

Aceitando o desafio do site FiveBooks para escolher cinco livros relacionados com o conceito de “compassionate conservativism”, Rove sugeriu os seus preferidos. Todos eles clássicos e de leitura obrigatória.

 

publicado por Alexandre Guerra às 23:25
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro