Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

o IADE por estes dias

Quando era Presidente da Associação de Estudantes do IADE dei uma entrevista ao Diário de Notícias – feita pela falecida Cadi Fernandes, que aqui homenageei. Um dos títulos dessa peça era algo como “às vezes visto demais a camisola”. Foi algo que disse conscientemente e repito, neste caso relativamente ao IADE.

 

Do muito que aprendi no IADE destaco o legado deixado por António Quadros. Para além do conhecimento transmitido em aulas sempre houve a preocupação de deixar saber, por exemplo através de publicações. Por isso foi com gosto que li esta notícia do lançamento do livro “Branding – A Gestão da Marca” de António Mendes. Em primeiro porque mesmo com novo accionista e as muitas mudanças colocadas em prática, é algo que significa continuidade e respeito pela herança IADE, depois porque tive o prazer de ter o António Mendes como professor e é um dos que me recordo por bons motivos.

 

E já que falo do IADE não posso deixar de referir os arrepios que senti ao ler a última edição do Expresso. Mesmo que as causas das mortes não estejam relacionadas com o edifício e as suas condições, a morte é algo com que tenho dificuldade em lidar, principalmente quando são várias e pela mesma doença.
 

tags:
publicado por Rodrigo Saraiva às 10:29
link do post | comentar | favorito

autores

Contacto

piar@sapo.pt

tags

todas as tags

links

twitter wall @blog_PiaR

arquivos

pesquisar

subscrever feeds

Visitas ao poleiro